A CLÍNICA DA ETAMC...UMA VISÃO PELO INTERIOR

"Já corri tudo e não tenho melhoras nenhumas, tem que me ajudar..." Foi assim que ontem dei inicio a mais uma consulta. Foi ontem mas poderia ser um qualquer outro dia. Por vezes a verbalização acontece, outras vezes apenas a expectativa dita o discurso. É sobre esta tremenda pressão que diariamente trabalhamos na Clínica da ETAMC. Para muitos uma fonte segura de bem-estar e saúde, mas para outros tantos uma última tentativa, um desespero impossível. Decidi portanto deixar aqui hoje algumas considerações informativas sobre a prática da nossa Clínica.

> Existem atualmente várias linhas e escolas de Medicina Tradicional Chinesa, umas mais antigas outras mais modernas. Na ETAMC seguimos maioritariamente uma abordagem clássica, e será sempre o nosso principal objetivo tratar a pessoa como um todo.

> As nossas ações são sempre direcionadas para o doente e não para a doença. Apenas uma abordagem holística do Ser Humano pode trazer o equilíbrio a que chamamos saúde.

> O sintoma é passageiro, informativo e consequente. O mesmo pode ser primário, secundário ou mesmo terciário, mas nunca pode ser causal. Tratar o sintoma pode ser relativamente fácil para o médico empenhado. No entanto, tratar a pessoa de forma global é o ultimato do entendimento intrínseco das funções físicas e mentais do Ser Humano.

> Em 90% dos casos, existe um desequilíbrio psíquico/emocional, associado a uma perceção do mundo, das pessoas ou de si próprio.

> Os tratamentos de Medicina Chinesa, no geral, equilibram a pessoa durante um período de tempo específico. Durante esse tempo, a pessoa deve entender quais as verdadeiras razões/causas para a sua condição e proceder às alterações necessárias para corrigir a fonte do problema. Não dependa de nenhum sistema de saúde para se manter equilibrado (a). Assuma de bom agrado a responsabilidade pela manutenção ativa da sua saúde.


Para além destas considerações, será importante também frisar que no nosso ponto de vista, a intervenção médica deverá sempre ser ponderada do menos invasivo para o mais invasivo, ou seja, se conseguirmos ajudar a pessoa com métodos menos invasivos, essa deve ser a nossa prioridade. Assim sendo, aqui fica, por ordem importância, as ferramentas utilizadas por nós:

1. Nutrição - Alteração de hábitos alimentares
Cada prescrição de tratamentos é sempre acompanhada por uma recomendação alimentar.

2. Exercício físico - Alteração de hábitos de vida
Cada prescrição de tratamentos é sempre acompanhada por uma recomendação física.

3. Massagem Tuina
Em 90% dos tratamentos, é ministrada uma massagem Tuina ao paciente.

4. Acupuntura
Em 95% dos tratamentos, a acupuntura é uma forte componente para o equilíbrio do paciente.

5. Fitoterapia 
Quando existem já vários sintomas, recorremos à força das plantas cara consolidar os resultados dos tratamentos.


Medicina Chinesa na ETAMC é sinónimo de vida e não de doença. Não pretendemos tratar a sua patologia, mas sim restituir-lhe a sua vida. É uma abordagem bastante diferente. Não queremos ser os seu S.O.S., mas sim construir uma parceria para a vida, parceiros na manutenção da sua saúde.

Obrigado pela confiança no nosso trabalho, à nove anos.
Nuno Nunes