EM BUSCA DA AUTO-ESTIMA

Diariamente lido com pessoas com diferentes backgrounds, seja na Clínica ou na Escola em si. Passado algum tempo, existem características que se tornam mais salientes e evidentes. Com esta experiência, consigo concluir facilmente que a auto-estima é sem dúvida uma característica importante no desenvolvimento/relacionamento do Ser Humano. Assim sendo, deixo-vos aqui cinco pontos que acho fundamentais para aumentar o Amor próprio e a própria imagem. Espero que gostem e que de alguma forma vos possa ajudar...

1. Frequentemente, as pessoas com uma auto-estima mais baixa tendem em viver agarradas a situações passadas ou na ansiedade dos acontecimentos futuros. Liberta-te de ambas e abraça o dia de hoje!

2. Uma auto-estima comprometida é sinónimo de um desfasamento da realidade. Ter noção das nossas limitações e capacidades torna-se portanto fundamental. Aceita-te tal e qual como és! Reflete tanto nos teus pontos fracos como nos teus pontos fortes.

3. Por norma, a falta de auto-estima está igualmente ligado à falta de objectivos. Dá-te permissão para desejar coisas. O desejo alimenta a acção. Sem desejo não há motivação! O desejo torna-se um objectivo...o objectivo transforma-se num plano...um plano dá origem a um conjunto de acções...as tuas acções são a tua realidade. 

4. Uma auto-estima baixa pode igualmente estar associada a uma vivência sem significado. Explora os teus interesses, valores e aspirações. Regista-as! Trabalha nelas e com elas. Faz alterações e experiências...desenvolve um sentido real do teu verdadeiro EU.

5. Para ter uma auto-estima forte existem algumas realizações que precisas urgentemente de clarificar na tua cabeça:

> Não podes alterar o passado.
> As opiniões não são a realidade, são só opiniões.
> Os julgamentos são uma confissão do carácter individual de cada um.
> A preocupação dá origem à tristeza.
> A motivação, a força e a felicidade são sentimentos internos e não externos.
> Só falhas quando desistes, até lá estás sempre em jogo.