10 REGRAS PARA SIMPLIFICAR

A vida apresenta-nos constantemente vários desafios. Constantemente somos confrontados com escolhas e prioridades. Esta semana deixo-vos um conjunto de 10 regras que podem ajudar a simplificar.

> Ética | Faz o que é correcto e não o que é fácil. Pono! 

> Planeamento | Para atingir grandes resultados, começa-se pelo pequeno passo de planear. O planeamento é fundamental para o sucesso.

> Foco | Aprenda a dizer que não, sem se sentir culpado (a). Não é possível manter o foco sem ter que dizer alguns nãos pelo caminho. 

> Garra | O vento já acalmou? Então começa a remar...não há desculpas!!! Toma decisões e dá tudo por tudo. 

> Criatividade | Não tenhas medo de errar. Aprende a rir-te dos teus próprios erros. O medo de errar é o travão que precisa ser ultrapassado.

> Vontade | A tua melhor desculpa não pode nunca ser mais forte que o teu desejo...vontade e determinação a cada acção.

> Efectividade | Não chega ter iniciativa, é também importante ter "acabativa". Mesmo quando o plano contém partes que não são agradáveis, o foco na efectividade é fundamental...

> Produtividade | Se o teu tempo voa, assegura-te que és o piloto desse avião. Estar ocupado não significa estar a produzir. Prioridades, prioridades e prioridades!

> Superação | Desafia-te todos os dias...tenta ser melhor a cada dia.

> Vida | Para todos os "Game over", existe um "Play again". Ninguém tem duas vidas, mas todos os dias há uma nova vida disponível. Este momento, agora, é o momento em que tudo pode acontecer. Decide viver!!!

   

A RESPIRAÇÃO COMO TERAPIA

Muito se fala hoje em dia sobre a respiração consciente e sobre a meditação. Apesar destas práticas terem benefícios a vários níveis, ao nível físico a respiração tem impactos directos, por muitos desconhecidos. Assim sendo, aqui fica uma pequena explicação. 

Numa perspetiva meramente estrutural, o acto de respirar tem implicações no corpo todo. Na inalação os músculos inter-costais, entre as vértebras, contraem-se levantando-as, aumentando assim o diâmetro do tórax. Esta acção permite que o diafragma desça e dessa forma acrescente a profundidade do peito criando assim mais espaço para o ar encher os Pulmões.
Na expiração, os músculos inter-costais relaxam forçando o diafragma a subir e dessa forma a empurrar o ar dos Pulmões.

O diafragma "nasce" a partir das vértebras lombares, das costelas inferiores e do esterno. Muitos dos órgãos da digestão estão ligados ao diafragma. O esófago passa pelo diafragma para se ligar ao estômago. O fígado, estômago e o cólon têm todos eles tecidos que se tocam no diafragma e que são afectados pelo movimento do mesmo. 

Desta forma existem muitas evidências que a respiração diafragmática tem muita influência e ajuda na digestão e no retorno venoso do sangue ao coração.

Ao nível celular, o coração e os pulmões oxigenam o sangue e descontam os excedentes tóxicos produzidos pelas células. O oxigénio é entregue nas células pelo sangue e esta é a chave mestra para soltar a energia encontrada na célula.

Por tudo isto, a respiração é uma condição indispensável para qualquer tipo de recuperação. Quando existe por exemplo uma lesão nas costas onde até pequenos movimentos podem ser bastante dolorosos, há uma tendência para retermos a respiração evitando assim ao máximo qualquer movimento. No entanto e porque o diafragma tem tecidos ligados à célula lombar, o acto de respirar pode ajudar na recuperação.



A TERAPIA DO GELO

Frequentemente chega um paciente à clínica e frisa o quanto beneficiou com a aplicação de gelo numa determinada lesão aguda...frequentemente tenho a oportunidade de explicar a ilusão dessa "terapia". Assim sendo, achei por bem escrever-vos as seguintes linhas. Obrigado pela vossa atenção! 

O gelo é vastamente utilizado para conservar as coisas no seu estado actual. O gelo ajuda a impedir a decomposição da comida, mas não ajuda a recuperar os tecidos danificados.

Efetivamente o gelo reduz o inchaço e a inflamação inicial de uma lesão recente e reduz até a dor. Mas a que custo? A contração local dos vasos sanguíneos e tecidos musculares inibe a normal circulação dos fluídos corporais, diminuindo assim a quantidade de sangue disponível no local. Esta acção não só irá retardar a recuperação como vai dificultar ou mesmo impossibilitar a normal circulação mais tarde. É frequente haver um ligeiro inchaço no pé, mesmo após um ano da lesão inicial (exemplo: entorse). Essa não é de todo uma situação desejável ou até sinónimo de saúde.  

O frio causa contração muscular. Um bom exemplo disso é um dia frio de inverno, os músculos contraem-se automaticamente para produzir calor. Todos os atletas sabem que é mais difícil alongar em dias de frio e mais fácil haver lesões. 

Colocar gelo em cima de uma área que já está contraída devido a uma lesão só irá provocar mais contração ainda. Esta ação irá atrasar o processo vital de cura e impedir a descontração muscular necessária para qualquer recuperação.

Em Medicina Chinesa há a ideia que o frio e a humidade penetram no interior do corpo em zonas onde a energia vital foi comprometida. Esta situação pode levar ao aparecimento de artrite que se torna dolorosa com as mudanças de tempo...


ESTÁGIO EM SALVATERRA DE MAGOS

No passado sábado, dia 07 de Abril, realizou-se em Salvaterra de Magos, mais um estágio de Lim Kenpo. O mesmo foi organizado pelo Sensei Luís Afonso, aluno da ETAMC e responsável pelas escolas de Lim Kenpo do ginásio Scorpus (Muge e Salvaterra de Magos).

O evento começou com o exame de vários alunos propostos. Na presença dos seus familiares (casa cheia), pedido atrás de pedido, os alunos foram demonstrando a sua evolução. Parabéns a todos, alunos, assistentes e instrutores. 

Já com a pressão dos exames ultrapassada chegou o momento do estágio propriamente dito... durante 3 horas os alunos trabalharam os contextos apresentados e desenvolveram a sua técnica. 

Como não poderia deixar de ser, no final houve ainda tempo para um pequeno convívio à volta da mesa...tão tipicamente português!

Mahalo nui loa a todos, pela excelente tarde de sábado.

 

...E FICA PARA SEMPRE GUARDADO NO CORAÇÃO!

Mestre e aluno encontram-se a meio do caminho. Encontram-se porque ambos percorrem o caminho da busca. O encontro pode durar um instante, uma hora ou uma vida inteira. É intenso e muda profundamente a vida de ambos.

Não existe uma palavra que consiga descrever a união entre um mestre e um aluno. O que os une não tem forma; e não cabe em nenhuma relação pré-definida (familiar, amizade, amorosa, profissional). E por ser tudo, é um quase nada.

Quando esse encontro acontece, perdemos o rasto de quem somos e a vida ganha outra dimensão. A liberdade de podermos ser tudo é avassaladora e os desafios da vida são amplificados pela presença do Mestre.

Acima de tudo, o Mestre apresenta-nos aos nossos egos. Somos obrigados a enfrentar-nos! A cada ação, é fundamental fazermos uma profunda reflexão sobre a verdadeira razão das nossas escolhas. E aos poucos, vamo-nos rendendo e perdendo a ilusão...

Agridoce q.b., é um caminho sem retorno e nunca mais encontramos a zona de conforto :) :) :) somos conduzidos a um estado de aprendizagem contínua com avanços e recuos, esperanças e desilusões, êxtases e mágoas.

Cada aluno traz consigo, guardada no Coração para sempre a marca deixada pelo seu Mestre. Essa marca profunda é uma chama de amor incondicional que nos alimenta e nos conduz.

O aluno nasce no momento em que se encontra com o seu Mestre...

Susana Rodrigues


WORKSHOP DE CHI KUNG

Realizou-se na passada Sexta-feira o primeiro workshop de Chi Kung de 2018. A nossa escola tem uma longa tradição de prática e ensino desta arte milenar. Agora que demos início a uma aula regular semanal, este foi o primeiro de 3 workshops agendados para 2018, com o objectivo de complementar o desenvolvimento dos seus alunos. Agradecemos a todos os participantes, a sua entrega e dedicação. Desejamos um excelente trabalho a todos, com o desejo que as ferramentas partilhadas possam florir dentro de cada um, contribuindo assim para o vosso desenvolvimento pessoal...