NOVE BOAS RAZÕES PARA PRATICAR ARTES MARCIAIS...

Aloha,

Agosto está no fim, e portanto está na altura de começar à procura das actividades extra-curriculares para o seu filho. Neste post enumero nove boas razões para inscrever o seu filho numa escola de Artes Marciais...espero que gostem!

1. Defesa Pessoal
Esta é a principal razão pela qual a maioria das pessoas decide praticar artes marciais, e qualquer estilo é uma óptima maneira de aprender a defender-se. As artes marciais ensinam não só as técnicas para se defender como também a maneira de pensar - antecipar e evitar perigos potenciais. O treino ajuda a criar os reflexos de que precisa se estiver numa situação perigosa e dar-lhe-á a confiança para se defender e lutar se necessário.

2. Auto-confiança
À medida que as crianças se tornam mais capazes no seu estilo marcial, a confiança delas ganha um grande impulso. Elas tornam-se mais seguras e confiantes. O encorajamento dos seus instrutores ajuda muito a alcançar este objectivo. 

3. Cintos e Graduações
Os cintos e as graduações são um reconhecimento público pelo esforço e progresso do aluno. Este sistema ensina as crianças a estabelecer metas e alcançá-las, perseverar e priorizar.

4. Disciplina
O treino das artes marciais expressa a frase: "a prática faz a perfeição". Numa aula, um aluno pode realizar um movimento uma única vez ou então uma série de movimentos centenas de vezes. Isto ensina ao aluno que o progresso acontece sempre durante pequenas melhorias nas técnicas, na resistência, na flexibilidade ou no poder - estes ocorrem através da repetição.

Mesmo no combate - onde o aluno mostra como pode aplicar as suas habilidades - ainda existem regras e protocolos a serem seguidos. Tudo isto ensina as crianças a respeitarem-se mutuamente e a serem justos - lições que acompanham as suas vidas. Também lhes ensina que têm que se comprometer a praticar mesmo quando não se sentem bem. 

5. Realização individual | Ninguém se senta no banco...
Muitas crianças tem a oportunidade de experimentar os benefícios das artes marciais desde muito novas, no entanto, a maior parte delas abandonam os seus treinos quando chegam à adolescência para praticarem outro tipo de desporto de equipa.

Embora haja muitas lições a aprender com desportos de equipa ou individuais, este modelo geralmente favorece os jogadores mais desenvolvidos fisicamente, ao mesmo tempo que afasta os participantes que demoram mais tempo ao mesmo nível.

Os treinadores tem acesso a um suprimento infinito de jogadores que se renovam a cada ano, os grandes e fortes são escolhidos e jogam enquanto que os que são menos desenvolvidos fisicamente ficam no banco. Isto leva a uma disparidade ainda maior no desenvolvimento das habilidades dos adolescentes. Nas artes marciais, o banco está sempre vazio, todas as crianças são iguais. Naturalmente algumas crianças desenvolvem as suas habilidades mais cedo do que outras, mas pessoalmente descobrimos que muitas crianças que começam com atributos atléticos subdesenvolvidos, como a força, a velocidade e o tamanho, acabam por ser alguns dos nossos melhores alunos.

Se o seu filho é uma maravilha atlética e tem talentos naturais, o atletismo pode muito bem ser o melhor para ele, mas se quiser que todo o potencial do seu filho seja nutrido durante anos de treino disciplinado e diligente, procure uma escola de artes marciais... 

6. Igualdade de Género    
Embora muitos pais considerem as artes marciais para os seus filhos, não considerariam o mesmo para as suas filhas. No entanto, as artes marciais são um dos poucos desportos que os rapazes e as raparigas podem e devem treinar juntos.

As artes marciais também dão oportunidade de irmãs e irmãos treinarem juntos e aprenderem uns com os outros (para não mencionar a conveniência de ter todos os filhos a treinar num sítio só).

7. Pode praticar com eles
A maioria das escolas de artes marciais oferece aulas para adultos e crianças. As classes geralmente são seguidas uma à outra. Isso significa que pode assistir ao treino do seu filho e, de seguida, eles podem assistir ao seu treino.

Se tiver espaço adequado para isso, podem praticar uns com os outros em casa e aprendem entre vocês. Isto dar-lhe-á uma ferramenta de união com os seus filhos...

8. As artes marciais não são sobre força bruta, mas sim sobre controlo
Qualquer arte marcial deve ser praticada com a mentalidade de que o nosso adversário será sempre maior e mais forte que nós. Esta técnica e tenacidade mental devem ser perseguidas acima de todos os atributos físicos.

9. Desenvolvimento atlético
O principal objectivo das artes marciais é a proeza técnica e a perseverança, mas o treino em si é um treino de corpo inteiro - pernas, braços, abdominais e cabeça precisam de estar em constante movimento para executar correctamente uma técnica. Muitos atletas profissionais aprendem artes marciais para melhorar as suas habilidades de jogo.

13 PONTOS PARA MELHORAR O AMANHÃ

Aloha a todos!

Nasci em Junho de 1978, portanto, em Junho de 2018 fiz 40 anos. Não me sinto nada mal...no entanto apesar de não sentir o peso dos "entas", resolvi começar a pensar em alguns pontos importantes, que poderão melhorar a minha condição de vida daqui para a frente. Foi assim que nasceu este pequeno artigo, espero que gostem e principalmente vos ajude a refletir...grato!

1. SIGA A SUA ESTRELA
Estabelecer objectivos tem benefícios comprovados para a saúde. Um estudo americano envolvendo adultos seniores revelou que os que tinham um sentido de missão tendiam a viver mais tempo do que os outros. Portanto, faça planos, estabeleça objectivos, aprecie novas experiências. Como disse uma vez o cantor Leonard Cohen em palco: "Iniciei esta tournée há três anos; tinha 73 anos, não passava de um miúdo com um sonho louco."

2. MEXA-SE
Uma multiplicidade de estudos revela que a actividade física ajuda a ter uma vida mais alegre, saudável e longa. Se não faz exercício, comece já: os benefícios acumulam-se, independentemente da idade e do nível de aptidão. Não interessa qual o desporto ou actividade física, o que importa é começar e não parar.

3. BE HAPPY, DON'T WORRY!
Se tivéssemos um gráfico da evolução média da alegria na vida de uma pessoa, acho que a curva teria a forma de um sorriso. Somos felizes na juventude, menos nos anos intermédios e voltamos a ser felizes no último terço da vida. Devemos ganhar consciência disso e tentar entrar na fase crescente com a maior brevidade possível...

4. VIGIE O PERÍMETRO ABDOMINAL
Um peso saudável é importante, mas a manutenção de um perímetro abdominal baixo é crucial. A gordura em volta da cintura é um sinal de "gordura visceral" - depósitos de gordura à volta dos órgãos internos. Esta gordura é perigosa, pois liberta compostos inflamatórios ligados a várias doenças, desde a artrite à diabetes. Uma perda de peso lenta e regular é mais segura que uma dieta abrupta, e uma alimentação equilibrada pode ser deliciosa. 

5. MANTENHA AS VELHAS AMIZADES E FAÇA NOVAS
Os bons relacionamentos são a chave do contentamento. Fortes ligações familiares e sociais reforçam a saúde e a longevidade, bem como o gozo pela vida, enquanto a solidão e o isolamento estão associados a uma esperança de vida mais baixa. Devemos, assim, aproveitar ao máximo o nosso círculo familiar e social. 

6. APRECIE O AR LIVRE
Sabe-se há muito tempo que uma dose diária de vitamina D, a vitamina produzida pela exposição ao sol, é importante para a saúde dos ossos. A ciência vem descobrindo agora que a carência desta vitamina poderá ser um factor de alguns cancros e na esclerose múltipla. A vitamina D é também importante para o funcionamento do sistema imunitário. No entanto, muitas pessoas não absorvem suficiente, nem no verão. Certifique-se de que sai à rua uns minutos todos os dias durante os meses mais quentes. Se viver numa região pouco ensolarada, considere a possibilidade de um suplemento nos dias mais curtos de inverno. 

7. COMA MAIS LEGUMES
Há mais centenários na ilha japonesa de Okinawa do que em qualquer outro ponto do planeta. E mais saudáveis do que muitos outros idosos. Qual o seu segredo? Até comem mais (em proporção ao próprio peso) do que os ocidentais, mas a sua alimentação tem poucas calorias - muitos produtos frescos e cereais integrais, com menor quantidade de alimentos gordos de elevado teor calórico. E já pensou que a vitalidade dos vegetarianos pode não estar ligado ao facto de não comerem carne mas sim ao facto de comerem mais legumes? Vegetais no geral e fruta? 

8. MANTENHA-SE SEXUALMENTE ACTIVO
Uma vida sexual activa traz muitos benefícios à saúde: física, mental e emocional! Uma relação amorosa pode ser uma das maiores alegrias da vida. Se tem um relacionamento duradouro, poderá verificar que a sua vida amorosa pode sempre melhorar...invista na sua relação íntima, não é preciso muita coisa, basta um pouco de criatividade e descobrir a hipótese de recarregar uma paixão que andava submersa em anos de stress relacionado com o trabalho e com a educação dos filhos. 

9. APRENDA ITALIANO...OU ARTES MARCIAIS
É importante desafiar o cérebro de forma constante com actividades novas. O simples acto de planear estimula a libertação de neurotransmissores que podem diminuir com a idade. Os novos interesses podem incluir aprender uma língua nova, ou desafiar a nossa coordenação motora com a prática de artes marciais. As artes marciais são optimas porque são uma actividade física que se pode adaptar a todas as faixas etárias e que pode ser bastante desafiadora em termos neurológicos...

10. BEBA MESMO QUE NÃO TENHA SEDE
60 a 70% do nosso corpo é água. Com o avançar dos anos, torna-se mais difícil manter o equilíbrio dos fluidos - resultado de alterações na composição do organismo e diminuição na eficácia da função renal. É vital beber o suficiente para evitar a desidratação, e nem sempre podemos fiar-nos na sensação de sede ou de secura, pois estas diminuem com a idade. Assim, é boa ideia ter um copo de água sempre à mão para ir bebericando de vez em quando, principalmente agora, com este calor.

11. TRATE DAS ROSAS
Quem faz jardinagem tem maiores probabilidades de se manter em forma com o passar dos anos. Arrancar ervas daninhas, podar e também cavar (cuidado com as costas) são exatamente o tipo de actividade física ligeira que nos faz bem. A jardinagem é um antídoto perfeito para o stress e provoca um maravilhoso sentimento de satisfação.

12. ESCOVE OS DENTES
É surpreendente a importância da higiene oral com a idade. Usar fio dental e escovar os dentes duas vezes por dia resultam numa velhice mais saudável. Porquê? Porque as bactérias que causam periodontite também podem provocar inflamação noutras partes do organismo - e isso pode contribuir para problemas graves, como AVC e doenças cardíaca e de Alzheimer.

13. ANIMAIS DOMÉSTICOS
Muitos estudos revelam que os animais reduzem o stress dos donos. Um estudo recente revelou que os donos de animais têm uma auto-estima maior, são mais conscienciosos e menos receosos, o que reforça a saúde mental. E sabe-se agora que também beneficiam a saúde física.






A LISTA DAS TRÊS COISAS...

Afogamo-nos em listas de afazeres. Ensinaram-nos que, quanto mais longa a lista, mais importantes somos. Quanto mais "vistos" tivermos na lista, mais eficientes, inteligentes, produtivos e bem-sucedidos somos. Pelo menos, é assim que se pensa. 

Ficaram algumas actividades por fazer da sua lista de ontem? Da semana passada? Do mês passado?Do ano passado? Se alguma coisa constar da sua lista de afazeres há semanas ou meses, pergunte a si mesmo: será que alguma vez vou ter tempo para a executar?

Provavelmente, não!

Essa actividade apenas serve para o atormentar, recordando-lhe que é ineficiente, preguiçoso, improdutivo e indisciplinado. O que não é terrivelmente estimulante para fazer o que deve, como sabe...

Que desapareçam as longas listas de afazeres
As longas listas de afazeres não ajudam a simplificar a vida. Congestionam-na, sobrecarregam-nos. Abrem caminho à frustração, à ansiedade, ao desapontamento e à sensação de que não somos suficientemente bons. Por isso, é altura de acabarmos com elas...

Em vez disso, deverá elaborar uma lista que inclua apenas três coisas - que precisa de concretizar hoje.

Porquê três?
Quando escrevemos uma longa lista de afazeres, comprometemo-nos com ela. Sabemos que não podemos executar as trinta e nove tarefas incluídas na lista. Apesar disso, escrevemo-las, na expectativa de que sejam feitas. Já estamos condenados ao fracasso antes de começar.

No entanto, com três pontos na lista:

- Os nossos objectivos são alcançáveis - todos os dias
- Os nossos objectivos são viáveis - a lista não é esmagadora
- Os nossos objectivos são simples - não nos desorientamos com aquilo em que estamos a trabalhar

E alcançamos uma vitória - três, na verdade | Temos a enorme sensação de realização quando concluímos os afazeres numa base diária. Acabaram-se os fracassos.

"Mas as coisas que tenho de fazer são mais de três ..."
De acordo. As coisas com carácter diário - fazer a cama, pôr a roupa a lavar na máquina, preparar o jantar, levar os miúdos à escola - devem integrar os ritmos diários, não a lista de fazeres.

As três coisas devem fazer parte de tarefas "pontuais", menos frequentes, mais importantes, e que estão permanentemente na sua cabeça: relatórios que tem de escrever, telefonemas que precisa de fazer, reuniões, recados...

Todas as manhãs, escolherá as três tarefas no sentido de as concretizar. O resto que faz durante o dia são insignificâncias. 

Vê como resulta?

Está a preparar o terreno para vencer. Elimina a pressão que colocamos sobre nós mesmos para conseguir fazer tudo num dia determinado. A sensação de vitória retirada do facto de cumprirmos a lista de afazeres dá-nos uma maior propensão para continuar e alcançar mais.


Um exercício simples:

1. Reflita e responda às seguintes questões:
- Identifica algo que possa fazer hoje para melhorar o estado das coisas?
- Existem tarefas específicas que necessitem de ser feitas?
- Há alguma coisa na página que tenha limites de tempo?

Faça um círculo à volta desses pontos...

2. Elabore uma lista
Com caneta e papel, prepare uma lista dos três pontos mais pertinentes. Vão ser os prioritários. Execute estas tarefas antes de quaisquer outras.

3. Tarefas secundárias
Pode fazer uma segunda lista, das tarefas menos urgentes - mas não inclua mais de cinco ou seis. Só depois de concluir as três tarefas prioritárias é que deve avançar para as secundárias.

4. Continuação
Quando concluir o exercício, pode transferir para a lista do dia seguinte as tarefas secundárias, bem como juntar outras que necessitem de ser feitas. Simplesmente, identifique os três itens seguintes mais importantes.

Sou defensor da simplicidade e de não complicar os assuntos. Por isso, um bloco de notas ou um papel serve bem para a minha lista de afazeres. Mas se procura uma agenda com um pouco mais de estrutura e de espaço, tem à disposição online excelentes opções...



*Adaptado do livro "Simplificar" 

AUMENTAR A PRODUTIVIDADE...

Olá a todos,

Esta semana resolvi escrever-vos sobre produtividade. Todos nós queremos ser mais produtivos! Uns para fazerem mais coisas em menor tempo, para assim conseguirem tempo extra para assumir outros projectos, de forma a conseguirem "subir" na carreira, outros, como é o meu caso, querem apenas ser mais eficientes de forma a aumentarem o tempo livre, para aproveitar a vida e aquilo que realmente importa. Qualquer que seja o teu caso, acho que podes lucrar com estes apontamentos...

> PROGRAMAR PAUSAS REGULARES (E FAZÊ-LAS)
Planeia pelo menos dois intervalos de 15 minutos e uma pausa para o almoço que se estenda cerca de 30 minutos para além do tempo da refeição. Planeia estas pausas, todos os dias! Afasta-te do espaço de trabalho e vai dar um passeio, ouvir música ou apenas olhar para o céu.

Os intervalos regulares dão à tua mente a oportunidade de descomprimir, para que estejas pronto para voltar ao trabalho com o foco renovado. 

Termina o teu dia de trabalho com um passeio pelo parque ou levanta-te meia hora mais cedo para teres tempo de te sentar, comer e beber sem pressa. Junta-te a uma classe de Chi Kung ou Artes Marciais, tira uma folga e vai ao cinema com um amigo ou vai acampar e lê um bom livro (estou a ler "A conquista da Felicidade" de Bertrand Russell e estou a adorar). Podes optar por jogar um jogo de tabuleiro com os teus filhos, ou explora preguiçosamente novos locais para passear. 

Percebeste o objectivo? Seja o que for que faças, certifica-te de que estás a planear o teu tempo para actividades que te alimentam a ti, não alimentam o trabalho!


> RE-PENSA OS TEUS SNACKS E ALMOÇOS
Alguns estudos recentes descobriram que comer muitos alimentos ricos em hidratos de carbono diminui consideravelmente a produtividade (já a minha avó dizia que as batatas faziam sono...). Também sabemos que lidar com a baixa taxa de açúcar no sangue (consequência de "saltar" refeições, não comer proteína suficiente), faz com que o fim da tarde comece mais cedo e terá com certeza um impacto profundo na tua produção.

Não tenhas medo de comer uma bolacha aqui e ali, ou almoçar no restaurante pontualmente; mas dá prioridade a lanches e almoços saudáveis.  Gasta um pouco do teu dia de folga a preparar comida para que possas ter tempo de escolher a tua alimentação.

Lava e prepara os teus produtos, cozinha uns ovos, grelha um pouco de frango e faz um bom arroz. Junta um pouco de queijo fatiado e frutos secos. Assim, terás um pequeno-almoço rápido e lanches mais saudáveis. 


> DECORA O ESPAÇO DE TRABALHO
Está escrito, (não por mim), que um espaço de trabalho visualmente agradável aumenta a produtividade em cerca de 15%. Não é preciso decorar totalmente o espaço de trabalho, mas criar um espaço para uma planta de mesa, acender uma vela e/ou pendurar algumas peças de decoração na parede, vão fazer com que a tua criatividade flua de forma mais "limpa" e pode fazer a diferença...


> FAZ DA DIVERSÃO UMA PRIORIDADE
A diversão é muito parecida com as pausas. Ter um tempo só para ti faz com que o lado do teu cérebro que processo o "trabalho" descanse um pouco. Tenta "roubar" 30 minutos ao teu dia para fazeres algo de divertido...tenta igualmente, uma vez por semana, criar uma janela de tempo maior para fazeres qualquer coisa maior, que te faça rir, ou pelo menos que te divirta!


> EXERCÍCIO FÍSICO
Não, não é preciso acordares antes do nascer do sol e treinares como um louco num campo de treino. Nem sequer há necessidade de te inscreveres num ginásio (onde pagas a mensalidade mas nunca vais). E também não precisas correr 20 Km todas as semanas.

O exercício não tem que te dar aquela sensação de "não aguento mais". Dá um passeio, faz uns agastamentos antes de tomar banho, hoje em dia existem planos de treino que podem mudar a tua condição física a médio prazo, que demoram 10 minutos a fazer.

Vários estudos mostram que o exercício físico regular aumenta os níveis de energia, a criatividade e a produtividade, tudo ao mesmo tempo que reduzem a "confusão" mental.


Resumindo, o objectivo é tornares-te uma prioridade! E colocares isso na agenda...



...E PARA O PEQUENO-ALMOÇO?

Aloha a todos! Mais uma quinta-feira com um novo artigo no nosso Blog...grato a todos vós por estarem desse lado e semana após semana lerem as minhas palavras.

Esta semana, o meu objectivo é falar-vos sobre um dos assuntos mais complexos da actualidade, na área da saúde: a alimentação. 

Não pretende escrever um artigo muito extenso, cheio de referencias bibliográficas e gráficos complexos para vos convencer do que quer que seja. Apenas pretendo partilhar alguma da minha experiência pessoal.

Muito se tem falado sobre a importância do pequeno-almoço. Para mim, cada pessoa é uma pessoa e tem os seus próprios ritmos. Quando eu falo de pequeno-almoço, falo do conceito da primeira refeição da manhã...seja ela às 07h00, às 09h00 ou às 12h00.

ALIMENTOS QUE DEVEMOS EVITAR COMER EM JEJUM

> PÃO FRANCÊS | O fermento irrita as paredes do estômago, produzindo gases.

> DOCES | O açúcar aumenta a produção de insulina e sobrecarrega o pâncreas, que acaba de "acordar". Pode provocar diabetes.

> IOGURTE E OUTROS PRODUTOS LÁCTEOS ÁCIDOS | Quando consumido em jejum, o ácido clorídrico no estômago "mata" todas as bactérias lácteas, portanto o benefício de consumir estes alimentos é praticamente nulo.

> PERAS | A fibra crua pode irritar a mucosa gástrica.

> TOMATE | O contacto do ácido tânico presente no tomate juntamente com os sucos gástricos, faz aumentar a acidez geral no estômago, provocando úlceras gástricas.

> PEPINOS E OUTROS LEGUMES VERDES | Comer legumes crus em jejum pode provocar gases e dores de estômago. Esta situação deve-se ao tipo de ácidos contidos nos legumes referidos.

> BANANA | O magnésio contido na banana ingerida em jejum é absorvido muito rapidamente, podendo assim prejudicar a função cardíaca.

> TEMPEROS | Os temperos irritam a mucosa gástrica e fortalecem a produção de suco gástrico, o que pode levar ao desenvolvimento de doenças no sistema digestivo. 

> BEBIDAS FRIAS E/OU COM GÁS | Irritam a mucosa gástrica e prejudicam a circulação sanguínea no estômago, levando a complicações digestivas. 

> CITRINOS | O contacto do ácido com o estômago vazio pode causar gastrite e úlceras. 


ALIMENTOS QUE DEVEMOS COMER EM JEJUM

> AVEIA | Cobre a mucosa gástrica e protege-a do ácido clorídrico. A fibra também ajuda a reduzir o nível de colesterol. 

> TRIGO-SARRACENO | Estimula o trabalho do sistema digestivo e serve como fonte de proteína, ferro e vitaminas. 

> TRIGO GERMINADO | 2 Colheres de milho contêm mais ou menos 15% da dose de vitamina E recomendada para um dia e 10% da dose de ácido fólico. Além disso, ajuda no funcionamento do intestino. 

> OVOS | Pesquisas mostram que consumir ovos pela manhã é uma boa maneira de diminuir a quantidade de calorias consumidas durante o resto do dia. 

> MELANCIA | É uma óptima fonte de líquido. Além disso, contém licopeno, uma substância importante para manter o coração saudável. 

> MIRTILOS | Pesquisas mostram que o seu consumo pela manhã oferece melhoras na memória, na pressão sanguínea e no metabolismo em geral.

> PÃO INTEGRAL SEM FERMENTO | Carboidratos e outros elementos do pão são fundamentais para o organismo, principalmente pela manhã.

> FRUTOS SECOS | Consumir frutos secos (amêndoas, nozes, amendoim, etc...) pela manhã melhora o funcionamento do sistema digestivo e normaliza a acidez dos sucos gástricos. 

> MEL | Consumir mel pela manhã ajuda a despertar o organismo e oferece energia por muito tempo. Além disso, ajuda no funcionamento do cérebro e aumenta o nível de serotonina, a hormona da alegria...