OS 3 R`s DA SUSTENTABILIDADE

REDUZIR
REUTILIZAR
RECICLAR


A palavra sustentabilidade tem origem no latim sustentare que significa "sustentar", "apoiar" e "conservar".

O conceito de sustentável ganhou importância na última década do século XX quando o debate sobre o tema expôs uma política de consumo desenfreado e de medidas insuficientes de protecção das populações e do meio-ambiente
Mediante o conhecimento dos factores que tem impacto ambiental negativo, cabe-nos a nós, individualmente e colectivamente, optar por uma atitude que tenha repercussões positivas a curto, médio e longo prazo.

A política dos R`s consiste num conjunto de medidas de acção adoptadas na Conferência da Terra realizada no Rio de Janeiro em 1992, bem como no 5º Programa Europeu para o Ambiente e Desenvolvimento de 1993.


REDUZIR

Consumir, sim! Mas de forma consciente! Adquirir apenas aquilo que é necessário evitando o desperdício.
A redução do consumo reduz a produção de lixo e a contaminação ambiental.
No nosso quotidiano, podemos contribuir com pequenas acções para diminuir a pegada ecológica, como por exemplo:

- Substituir guardanapos de papel por guardanapos de pano. Os guardanapos de papel sujos ou com gordura não são recicláveis :(:(:(

- Substituir os sacos de plástico por sacos biodegradáveis (amido de milho, fécula de batata,...). Os sacos de plástico demoram entre 20 a 1000 anos a decomporem-se ... ASSUSTADOR!

- Aproveitar a água do banho, por exemplo, enquanto a água do chuveiro não aquece para despejar a sanita.

- Evitar plásticos descartáveis:copos,pratos,palhinhas. São facilmente substituídos por materiais biodegradáveis e recicláveis como o bambu, vidro, ... para além do efeito poluente, quando em contacto com matéria quente seja sólida seja líquida, produzem substâncias nocivas para a saúde.

- Substituir as escovas de dentes de plástico por escovas biodegradáveis (bambu, por exemplo). Sabia que as escovas de plástico apesar de serem totalmente recicláveis, são dos produtos mais difíceis de reciclar decido aos diferentes componentes? E que a maioria é incinerada ou acaba no aterro sanitário? E que devem ser colocadas no lixo indiferenciado e não no ecoponto amarelo?

- Cotonetes : são dos resíduos mais encontrados nos oceanos e nas praias! Opte por cotonetes de materiais biodegradáveis como o bambu.

- Optar por pensos higiénicos reutilizáveis de tecido ou copo menstrual. Sabia que, em média, uma mulher durante o seu período fértil utiliza entre 10.000 a 15.000 pensos higiénicos ou tampões? E que a decomposição de um penso higiénico demora entre 500 a 800 anos?

- Comprar a granel (cereais, leguminosas, fruta, especiarias, frutos secos, detergentes, shampoo,...) evitando embalagem/saco de plástico. 

- Usar garrafas de vidro e abdicar das garrafas de plástico. O vidro é eternamente reciclável:):):)

- Apagar as luzes das divisões que não estamos a utilizar!


REUTILIZAR

Doe!Seja criativo!Use a imaginação!

A reutilização dos materiais que já não nos são úteis pode passar pela doação (roupa, electrodomésticos, livros escolares, móveis) ou podemos transformá-los e dar-lhes outra utilidade. 


RECICLAR

O último dos 3 R´s ... re-ciclar : os resíduos são inseridos num novo ciclo de produção. Podem ser transformados no mesmo tipo de material ou noutro material diferente. Quer um exemplo?2 garrafas PET podem ser transformadas numa camisa; 5 garrafas PET num boné.

Em Portugal, sete em cada dez casas separa as embalagens diariamente usadas e mais de metade das casa separa todos os materiais que podem ser reciclados.
Com toda esta informação presente, é da nossa responsabilidade criarmos hábitos que respeitem os recursos naturais e passá-los a gerações futuras. 

A educação ambiental é fundamental para a sustentabilidade.
Compreender, ajustar a cada realidade e desenvolver sistemas de gestão que ajudem as populações a fazerem escolhas que promovam o desenvolvimento sustentável.


PARA REFLECTIR ...


Tempo de decomposição de alguns resíduos

  • um jornal-2 a 6 semanas
  • um saco de papel-1 mês
  • uma caixa de cartão-2 meses
  • cascas de fruta-3 meses
  • um farrapo de algodão-1 a 5 meses
  • corda-3 a 14 meses
  • lã-1 a 5 anos
  • guardanapos de papel-2 anos
  • fósforos-2 anos
  • uma embalagem de leite-5 anos
  • pastilhas elásticas-5 anos
  • papel plastificado-5 anos
  • beatas de cigarros-10 a 12 anos
  • madeira-10 a 15 anos
  • sapatos de pele-25 a 40 anos
  • nylon-30 a 40 anos
  • pele-50 anos
  • sola de sapato de borracha- 50 a 80 anos
  • recipientes de plástico-50 a 80 anos
  • uma lata de refrigerante-80 a 200 anos
  • pilhas-100 a 500 anos
  • embalagem de laca para o cabelo-200 a 500 anos
  • uma garrafa de plástico-450 anos
  • fraldas descartáveis-450 anos
  • pensos higiénicos- 500 a 800 anos
  • linha de pesca-800 anos